Dr Diego Baima

paniculite mesentérica
Mesentério

O que é?

Paniculite Mesentérica é uma inflamação do tecido gorduroso do mesentério. Parece complicado, não é? Mas vamos te explicar.

Dentro do abdome, o mesentério é um tipo de tecido responsável por “prender” o intestino na parede abdominal, evitando que ele fique “solto”. Isso garante estabilidade anatômica para o intestino.

O mesentério possui um tecido gorduroso. Quando essa região fica inflamada, ocorre a Paniculite Mesentérica. Trata-se de uma inflamação crônica, com fibrose e necrose do tecido adiposo do mesentério.

As causas ainda não são totalmente compreendidas, mas os estudos mostram que algumas situações aumentam o risco de desenvolver a doença, como cirurgias abdominais prévias, traumas abdominais prévios, doenças auto-imunes, doenças vasculares e até câncer.

Paniculite Mesentérica é Grave?

Não. A maioria dos casos se resolve espontaneamente, sem causar sintomas. Porém, em alguns casos em que existem sinais de alarme, pode existir alguma outra doença associada.

Por exemplo, o Linfoma é um tipo de câncer que pode ocorrer em conjunto com a Paniculite. Nestes casos, a biópsia da lesão é fundamental para a confirmação diagnóstica.

Dr Diego – Hepatologista

Dr Diego Baima é gastroenterologista com mais de 16 anos de experiência.

Ele é médico muito bem avaliado, com mais de 200 avaliações positivas.

Quais os Sintomas?

A maioria dos pacientes será assintomática, isto é, não terá sintomas. Porém, uma parcela apresenterá queixas como:

  • dor abdominal
  • febre
  • diarreia
  • prisão de ventre
  • enjôos

Diagnóstico da Paniculite Mesentérica

Os melhores exames para confirmar são a Tomografia Computadorizada, Ressonância Magnética e o Ultrassom do abdome.

São importantes para confirmar o diagnóstico, mas também para avaliar a extensão da doença e possíveis patologias associadas.

Em casos de dúvida, quando as imagens não conseguem definir o dignóstico, é necessário realizar a Biópsia da lesão. São retirados fragmentos, do local afetado, e são enviados para estudo pelo patologista. É muito útil para confirmação.

Quais doenças podem estar associadas?

  • Peritonite
  • Doenças auto-imunes (Lupus, Artrite Reumatóide, etc)
  • Trombose de artéria mesentérica
  • Aneurisma abdominal
  • Câncer (por exemplo, Linfoma)

Tratamento

A maioria dos pacientes será assintomática, isto é, não terá sintomas. Porém, uma parcela apresenterá queixas como dor abdominal, febre, diarreia, prisão de ventre.

Nestes casos, cerca de 85% irá melhorar apenas com medidas clínicas, entre elas: hidratação endovenosa, dieta leve, medicações para dor e enjôo e repouso. Poderão ser usadas medicações anti-inflamatórias e imunomoduladoras.

Em poucos casos, pode haver complicações, como obstrução e perfuração intestinal, sendo necessária a intervenção cirúrgica.

Converse com o médico de confiança.

Dieta para Paniculite Mesentérica

  1. Redução de gorduras saturadas: Limite o consumo de gorduras saturadas, presentes em carnes vermelhas, laticínios integrais e alimentos fritos, pois podem aumentar a inflamação.
  2. Aumento de gorduras saudáveis: Inclua fontes de gorduras saudáveis, como azeite de oliva, abacate, nozes e peixes gordurosos (salmão, atum, arenque), pois essas gorduras podem ter propriedades anti-inflamatórias.
  3. Fibras na dieta: Consuma alimentos ricos em fibras, como frutas, legumes, grãos integrais e leguminosas, para promover um sistema digestivo saudável e reduzir a inflamação.
  4. Alimentos anti-inflamatórios: Integre alimentos conhecidos por suas propriedades anti-inflamatórias, como cúrcuma, gengibre, alho, cebola e pimentões vermelhos e verdes.
  5. Hidratação adequada: Beba água suficiente para manter uma boa hidratação, o que é importante para o funcionamento adequado do sistema digestivo.

Lembre-se de que é fundamental consultar um profissional de saúde ou um dietista para desenvolver um plano de dieta personalizado e adequado às suas necessidades individuais e condições médicas específicas.

Leia também:

Cirrose: sintomas e tratamento

Câncer de Cólon: sintomas e tratamento

Síndrome do Intestino Permeável: 6 coisas que você precisa saber

Gastrite: tudo o que você precisa saber

Gordura no Fígado: o que é e como tratar?

Doença Celíaca: sintomas, diagnóstico e tratamento

Adenoma Hepático: diagnóstico e tratamento

Cisto no fígado: sintomas e tratamento

Gases na barriga

Fonte:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2726466/

Diego Cardoso Baima – Doctoralia.com.br

VEJA MAIS ARTIGOS

Consultar com um Gastroenterologista – Fortaleza

Consultar com um Gastroenterologista – Fortaleza

O Gastroenterologista é o Médico especialista em Intestino e Estômago. Ele trata também o esôfago, fígado, pâncreas e intolerâncias alimentares. Agendar Consulta...
Read More
Hepatologista: o que faz esse médico?

Hepatologista: o que faz esse médico?

Médico Do Fígado é conhecido como Hepatologista AGENDAR CONSULTA AGORA Agendar Consulta com Médico do Fígado em Fortaleza Dr Diego Baima -...
Read More
Síndrome do Intestino Irritável: causas, diagnóstico e tratamento

Síndrome do Intestino Irritável: causas, diagnóstico e tratamento

Sindrome do intestino irritável é um problema que causa dor abdominal e alteração do funcionamento intestinal. Afeta homens e mulheres, em todas...
Read More
1 2 3

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *