Você está sofrendo com Úlcera gástrica?

Este artigo abrangente oferece conselhos especializados sobre as causas e tratamento da úlcera no estômago.

Irá ajudar você a encontrar melhores maneiras de reduzir seus sintomas e se sentir melhor.

O que é?

Úlceras gástricas são lesões (feridas) no estômago. Também é conhecida com ulcera peptica.

Normalmente, uma camada de muco protege o revestimento do estômago do efeito de seus sucos digestivos. 

Mas muitas coisas podem reduzir essa camada protetora, permitindo que o ácido estomacal danifique o tecido, gerando a úlcera.

Se você acha que pode ter uma úlcera, deve consultar um gastroenterologista.

Quem tem mais probabilidade de ter úlceras?

Uma em cada 10 pessoas desenvolve uma úlcera gástrica. Os fatores de risco que tornam as úlceras mais prováveis ​​incluem:

  • Uso frequente de anti-inflamatórios não esteróides (AINEs), um grupo de analgésicos comuns que inclui o ibuprofeno, cetoprofeno, nimesulida, diclofenaco, etc.
  • H. pylori
  • História familiar de úlceras
  • Doenças como doenças hepáticas, renais ou pulmonares
  • Beber álcool em excesso
  • Tabagismo

Médico que trata Úlcera Gástrica

O médico que trata úlcera é o Gastroenterologista.

Dr Diego Baima é médico gastro. Tem mais de 15 anos de experiência na área. Ele já ajudou mais de 15.000 pacientes.

O Dr Diego é o Médico Gastroenterologista muito bem avaliado com o Doctoralia. Ele possui mais de 150 avaliações 5 estrelas.

Dr Diego Baima – Gastroenterologista

O que causa úlcera gástrica (peptica)?

As pessoas costumavam pensar que o estresse ou certos alimentos poderiam causar úlceras. Mas os pesquisadores não encontraram nenhuma evidência para apoiar essas teorias. Em vez disso, os estudos revelaram duas causas principais de úlceras:

  • Bactéria Helicobacter pylori (H. pylori
  • Medicamentos antiinflamatórios (usados para alívio da dor)

Bactéria H. pylori

H. pylori geralmente infecta o estômago. Cerca de 50% da população mundial tem uma infecção por H. pylori , geralmente sem nenhum sintoma. Os pesquisadores acreditam que as pessoas podem transmitir H. pylori de pessoa para pessoa, especialmente durante a infância.

bactéria H. pylori adere à camada de muco no trato digestivo e causa inflamação (irritação), que pode causar a quebra desse revestimento protetor. Essa quebra é um problema porque seu estômago contém um ácido forte destinado a digerir os alimentos. Sem a camada de muco para protegê-lo, o ácido pode corroer o tecido do estômago.

No entanto, para a maioria das pessoas, a presença de H. pylori não tem um impacto negativo. Apenas 10% a 15% das pessoas com H. pylori acabam desenvolvendo úlceras.

Medicações: Anti-Inflamatórios

protetor gástrico

Outra causa importante de úlcera péptica é o uso de AINEs, um grupo de medicamentos usados ​​para aliviar a dor. Os AINEs podem desgastar a camada de muco no trato digestivo. Esses medicamentos têm o potencial de causar úlceras pépticas:

  • Aspirina (mesmo aquelas com revestimento especial)
  • Naproxeno
  • Ibuprofeno 
  • Diclofenaco
  • AINEs prescritos

O acetaminofeno (paracetamol) não é um AINE e não causa danos ao estômago. As pessoas que não podem tomar AINEs geralmente são orientadas a tomar paracetamol.

Nem todo mundo que toma AINEs desenvolverá úlceras. O uso de AINE associado a uma infecção por H. pylori é potencialmente o mais perigoso. As pessoas que têm H. pylori e que usam AINEs com frequência são mais propensas a ter danos na camada de muco, e seus danos podem ser mais graves. O desenvolvimento de uma úlcera devido ao uso de AINEs também aumenta se você:

  • Tome altas doses de AINEs.
  • Têm 70 anos ou mais.
  • Sexo feminino.
  • Use corticosteróides (medicamentos que seu médico pode prescrever para asma, artrite ou lúpus) ao mesmo tempo em que toma AINEs.
  • Use AINEs continuamente por um longo período de tempo.
  • Ter um histórico de doença ulcerosa.
Dr Diego Baima – Gastroenterologista

Causa mais Raras

Raramente, outras situações causam úlcera péptica. As pessoas podem desenvolver úlceras após:

  • Estar gravemente doente devido a várias infecções ou doenças.
  • Fazendo uma cirurgia.
  • Tomar outros medicamentos, como esteroides.

A úlcera péptica também pode ocorrer se você tiver uma condição rara chamada síndrome de Zollinger-Ellison (gastrinoma). Esta condição forma um tumor de células produtoras de ácido no trato digestivo. Esses tumores podem ser cancerosos ou não cancerosos. As células produzem quantidades excessivas de ácido que danificam o tecido do estômago.

Sintomas de úlcera gastrica

Algumas pessoas com úlcera gástrica não apresentam nenhum sintoma. Mas os sinais de uma úlcera podem incluir:

  • Dor ou queimação no meio ou na parte superior do estômago, entre as refeições ou à noite.
  • Dor que desaparece temporariamente, se você comer alguma coisa ou tomar um antiácido
  • Inchaço 
  • Azia 
  • Náusea ou vômito 

Em casos graves, pode aparecer:

  • Fezes escuras ou pretas (devido a sangramento)
  • Vômitos com sangue
  • Perda de peso
  • Dor intensa no abdômen médio a superior

Tipos de Úlcera péptica

1) Úlcera antral

São chamadas assim porque estão localizadas na parte do estômago chamada “antro”, que a porção mais no final do estômago. A úlcera antral é uma das mais comuns.

2) Úlcera de corpo e fundo

São aquelas que aparecem no corpo e no fundo do estômago.

Dr Diego Baima – Gastroenterologista

Como as úlceras são diagnosticadas?

Seu médico pode fazer o diagnóstico apenas conversando com você sobre seus sintomas. Se você desenvolver uma úlcera e não estiver tomando AINEs, a causa provavelmente é uma infecção por H. pylori . Para confirmar o diagnóstico, você precisará de um destes testes:

Classificação na Endoscopia

A ulcera gastrica pode ser classificada de acordo com o estágio que ela se apresenta no momento da Endoscopia. O médico utilizada a “Classificação de Sakita”.

Veja alguns exemplos:

– Úlcera gástrica Sakita a1

– Úlcera gástrica a2 de sakita

– Ulcera gastrica em cicatrização h1 de sakita

– Ulcera gastrica em cicatrização h2 de sakita

classificação de sakita
Classificação de Sakita na Endoscopia

Que tratamentos para úlceras estão disponíveis?

Se sua úlcera estiver sangrando, seu médico pode tratá-la durante um procedimento de endoscopia, injetando medicamentos nela. Seu médico também pode usar uma pinça, ou cauterização, para ajudar na cicatrização e parar o sangramento.

Para a maioria das pessoas, os médicos tratam úlceras com medicamentos, incluindo:

  • Inibidores da bomba de prótons (IBP): esses medicamentos reduzem o ácido, o que permite a cicatrização da úlcera. Exemplos: omeprazo, pantoprazol, esomeprazol.
  • Bloqueadores dos receptores de histamina (bloqueadores H2): Esses medicamentos também reduzem a produção de ácido. Exemplos: famotidina
  • Antibióticos: Esses medicamentos matam as bactérias. Os médicos os usam para tratar H. pylori .
  • Medicamentos protetores: como um curativo líquido, esses medicamentos cobrem a úlcera com uma camada protetora para evitar mais danos causados ​​por ácidos e enzimas digestivas. 
Dr Diego Baima – Gastroenterologista

Como prevenir?

Veja algumas dicas de como prevenir as úlceras:

  • Evite o uso excessivo de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs): Medicamentos como aspirina, ibuprofeno e naproxeno podem irritar a mucosa do estômago e aumentar o risco de úlceras gástricas. Se você precisa tomar esses medicamentos regularmente, fale com o seu médico sobre a possibilidade de usar uma dose menor ou de alternativas mais seguras.
  • Reduza o consumo de álcool e cigarros: O álcool e o tabaco podem irritar a mucosa do estômago e aumentar o risco de úlceras. Se você bebe álcool ou fuma, considere diminuir.
  • Tenha uma dieta saudável: Uma dieta rica em frutas, verduras, grãos integrais e proteínas magras pode ajudar a reduzir o risco de úlceras gástricas. Evite o exagero de alimentos gordurosos, picantes e ácidos, que podem irritar a mucosa do estômago. O segredo é a moderação.
  • Tome precauções contra infecções por H. pylori: ela é uma das principais causas de úlceras gástricas. Tome medidas para evitar a infecção, como lavar as mãos, evitando alimentos e água contaminados.
  • Converse com seu médico: Se você tem sintomas de úlceras gástricas, como dor abdominal, náusea ou vômito, fale com seu médico imediatamente. O tratamento precoce pode ajudar a evitar complicações graves.

Fontes:

https://www.uol.com.br/vivabem/doencas-de-a-z/ulcera-gastrica-tem-remedio-e-adiar-trata-la-pode-levar-a-complicacoes.htm

https://www.alaskagi.com/blog/269002-signs-you-may-have-a-peptic-ulcer/

https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/10350-peptic-ulcer-disease

Leia também:

Síndrome do Intestino Permeável: 6 coisas que você precisa saber

Cirrose: sintomas e tratamento

Cisto no fígado: é perigoso?

Câncer de Cólon: sintomas e tratamento

Gastrite: tudo o que você precisa saber

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *