refluxo gastroesofágico

O que é?

Você sente azia constante? Refluxo gastroesofágico acontece quando o conteúdo do estômago retorna para o esôfago. Na verdade, esse retorno pode ocorrer mesmo em pessoas saudáveis.

Porém, quando a frequência desse refluxo é maior do que deveria, está presente a Doença do Refluxo Gastroesofágico.

Médico que trata o Refluxo Gastroesofágico

Gastroenterologista e Hepatologista em Fortaleza
Dr Diego Baima – Gastroenterologista

Com mais de 18.000 atendimentos, Dr Diego Baima faz receitas de remédios, pede exames e faz uma avaliação completa do paciente.

Já atendeu e tratou milhares de pacientes com Doença do Refluxo, com pacientes muito satisfeitos.

Para marcar uma consulta, é importante saber quais são as opiniões de outros pacientes que consultaram com o médico.

No site Doctoralia, você pode ver ótimas avaliações de pacientes reais.

O Dr Diego é um dos Gastroenterologistas melhores avaliados, com Certificado de Excelência no Doctoralia. Ele possui mais de 200 avaliações 5 estrelas.

Quais os sintomas?

O sintomas mais comuns são:

  • Azia (queimação)
  • Regurgitação (retorno de líquido para a garganta e boca)

Os sintomas podem ocorrer tanto durante o dia, quanto à noite. Se você já sentiu esses sintomas, sabe que podem prejudicar a qualidade de vida, inclusive atrapalhando o sono.

O conteúdo que vem do estômago pode irritar a garganta, podendo causar tosse seca e pigarros.

O tratamento envolve medicamentos, mudanças no estilo de vida, como alimentação balanceada, exercícios físicos, mastigação adequada, evitar alimentos que pioram o refluxo.

Causas do Refluxo Gastroesofágico

O refluxo é causado por um retorno do ácido do estômago para o esôfago.

Isso ocorre por que a “válvula” do esôfago fica abrindo mais do que deveria, facilitando o retorno do conteúdo do estômago. Chamamos isso de “relaxamentos transtitórios do esfíncter esofágico inferior”.

Quando isso ocorre muito frequentemente, o ácido pode lesionar a parede do esôfago, causando a Esofagite.

Porém, é importante saber que outros fatores podem facilitar o refluxo. Entre elas, as mais importantes são:

  • Obesidade: o excesso de peso pode aumetar a pressão dentro do abdome, facilitando o Refluxo.
  • Hérnia de Hiato: pode alterar a anatomia do esôfago e estômago
  • Alimentação: excesso de comidas gordurosas, café, etc, podem piorar o refluxo.
  • Gravidez: aumenta a pressão abdominal e libera substâncias que facilitam o relaxamento do esfíncter do esofago
  • Diabetes: quando mal controlado, deixa a digestão mais lenta
  • Fumo e Álcool: o abuso dessas substâncias é prejudicial. É importante o uso moderado.
  • Acalásia: doença que altera a motilidade do esôfago
  • Doenças autimunes: especialmente as que afetam o tecido conjuntivo, como a esclerodermia.

Como faz o Diagnóstico?

Quando suspeitamos da Doença do Refluxo, podemos realizar alguns exames para a confirmação.

Confira os mais importantes:

  • Endoscopia Digestiva Alta
  • Phmetria esofágica de 24h
  • Manometria Esofágica

Endoscopia Digestiva

Classificação de Los Angeles (Esofagite)

Durante o exame de Endoscopia Digestiva, o médico pode detectar a presença de Esofagite. Através da classificação de Los Angeles, a esofagite pode ser dividida 4 graus: A, B, C e D.

Nos graus A e B, o diagnóstico de Refluxo é possível, mas não confirmado.

Nos graus C e D, já pode-se afirmar que o paciente tem a Doença do Refluxo Gastroesofágico.

Phmetria esofágica de 24h

É um exame que serve para media o pH do esôfago durante 24 horas. É inserido uma fina sonda pelo nariz que vai progredir até o esôfago. Essa sonda será conectada a um pequeno aparelho, com o objetivo de monitorar a acidez do esôfago. O aparelho é usado em torno da cintura do paciente ou com uma alça no ombro. Antes de iniciar a Phmetria, o paciente deve realizar a Manometria esofágica para o adequado posicionamento da sonda.

Gastroenterologista e Hepatologista em Fortaleza
Dr Diego – Gastroenterologista

Tratamento para o Refluxo Gastroesofágico

As mudanças nos hábitos de vida são muito importantes. Nos casos de sobrepeso e obesidade, a perda de peso é fundamental. Confira outras medidas que podem ajudar a melhorar o Refluxo:

  • Não ingerir grande quantidade de líquidos durante as refeições
  • Aguardar pelo menos 1 hora e meia antes de deitar após as refeições
  • Levantar a cabeceira da cama em 30 graus (nem todos os pacientes tem benefício, converse com seu médico)
  • Evitar alimentos muito gordurosos
  • Ingerir com moderação café, chocolate e refrigerantes

Além disso, medicações podem aliviar o sintomas nas crises, como: inibidores de bomba de prótons, antagonistas H2 e bloqueadores ácido competitivo de potássio (PCAB).

A Cirurgia de fundoplicatura é reservada para casos selecionados em que o controle dos sintomas é difícil. Mas também pode ser indicada na presença de complicações do refluxo, como estenoses esofágicas, úlceras e Esôfago de Barret.

Dieta para Refluxo: o que comer e o que evitar

É importante dar preferência para alimentos de fácil digestão, como vegetais, cereais integrais, legumes, proteínas magras, como frango, peixe e ovos. A dieta deve ser variada e balanceada, buscando o equilíbrio de todos os nutrientes.

Ao mesmo tempo, deve-se evitar alimentos podem irritar o sistema digestivo, como salgadinhos, frituras, alimentos com cafeína, chocolate, carboidratos refinados, com açúcas, biscoitos, refrigerantes, etc.

Alimentos Permitidos

Os alimentos mais indicados são as verduras e leguminosas. São nutritivos e ricos em fibras e nutrientes. As melhores carnes são aquelas pobres em gordura, como peixes, frango sem pele, peru. Os ovos também são uma boa pedida.

Os produtos derivados do leite devem ser desnatados o semi-desnatados. Os queijos são excelentes fontes de proteínas, sendo os os brancos os mais indicados, como o queijo minas, ricota e cottage.

São bem-vindas as leguminosas, mas sempre com moderação, como o feijão e grão-de-bico.

As gordura saudáveis, como as presentes nas nozes, castanhas e azeite, podem ser consumidos em pequenas quantidades.

O chá de Espinheira Santa é uma boa opção para inserir na dieta, pois tem um efeito protetor do sistema digestivo, melhorando os sintomas de refluxo. Você pode tomar após as refeições, de 2 a 3 vezes por dia.

Alimentos Evitados

Para quem ama um cafezinho e um chocolate, as notícias podem não ser muito boas. Esses alimentos contêm cafeína, que relaxa os músculos inferiores do esôfago, facilitando o refluxo do ácido do estômago para o esôfago. Por isso, até podem ser consumidos, mas com bastante moderação.

Na vida real, a dieta para melhorar as queimações do refluxo varia de pessoa para pessoa – depende dos estilo de vida, do peso corportal, etc. Portanto, converse com seu médico particular.

De qualquer forma, fique atendo a estes alimentos que devem ser evitados:

  • bebidas alcóolicas
  • café
  • biscoitos recheados
  • bebidas com gás
  • Pimenta
  • Molhos industrializafos e temperos muito picantes

Além do mais, algumas pessoas podem sentir piora com alimentos cítricos, por serem mais ácidos. Assim, alimentos como limão, abacaxi, morango, laranja e maracujá podem causar dor azia, sendo recomendado reduzir, nesses casos que pioram, esses alimentos.

Procure o Gastroenterologista de confiança para tratar o Refluxo Gastroesofágico.

Fonte: https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/17019-gerd-or-acid-reflux-or-heartburn-overview

Leia também:

Cirrose: sintomas e tratamento

Cisto no fígado: é perigoso?

Câncer de Cólon: sintomas e tratamento

Gastrite: tudo o que você precisa saber

ÚLTIMOS ARTIGOS

Como Encontrar o Melhor Médico do Intestino

Como Encontrar o Melhor Médico do Intestino

Marque Sua Consulta com o Médico de Intestino A gastroenterologia é uma área médica que se concentra na saúde do sistema digestivo,...
Médico do Intestino: quando procurar?

Médico do Intestino: quando procurar?

Marque Sua Consulta com o Médico de Intestino Quando você deve procurar um médico para intestino? Melhor Médico para Intestino? Dr Diego...

Hepatologista Online – Agendar Consulta Agora | Excelência a seu Alcance

Marque Sua Consulta com o Hepatologista Online Você pode agendar uma consulta online com Hepatologista de qualquer lugar que você estiver. Hepatologista...

Gastroenterologista Online – Agende Sua Consulta | Excelência a seu Alcance

Marque Sua Consulta com o Gastroenterologista Telemedicina Agora você pode marcar uma consulta online com gastroenterologista de onde você estiver. Melhor Gastroenterologista...
Abscesso no Fígado: é grave?

Abscesso no Fígado: é grave?

abscesso no figado
TGO e TGP alterados: o que significa?

TGO e TGP alterados: o que significa?

TGO e TGP alterados
Metaplasia Intestinal: é grave?

Metaplasia Intestinal: é grave?

O que é? A metaplasia intestinal acontece quando as células do revestimento do trato digestivo se transformam em células intestinais. Isso pode...
Alimentos Ricos em Fibras para o Intestino

Alimentos Ricos em Fibras para o Intestino

Alimentos Ricos em Fibras para o Intestino
Eliminar gordura no fígado rápido: como fazer?

Eliminar gordura no fígado rápido: como fazer?

Você pode Eliminar gordura no fígado rápido reduzindo a ingestão de certos alimentos, por exemplo aqueles que contêm gordura saturada e trans. ...
Pangastrite enantematosa leve: como tratar?

Pangastrite enantematosa leve: como tratar?

Pangastrite enantematosa leve é uma inflamação do revestimento do estômago que afeta a mucosa gástrica. Gostaria de compartilhar algumas informações importantes sobre...
Esofagite Erosiva: 5 coisas que você precisa saber

Esofagite Erosiva: 5 coisas que você precisa saber

Esofagite Erosiva é uma inflamação, irritação ou inchaço do revestimento do esôfago, que é o tubo que vai da garganta até ao...
Fezes ressecadas: 5 segredos para melhorar

Fezes ressecadas: 5 segredos para melhorar

O que é? Muitas pessoas podem sentir-se desconfortáveis em falar sobre o assunto, mas como gastroenterologista, é importante abordar o tema das...
Nódulo no fígado: precisa fazer biópsia?

Nódulo no fígado: precisa fazer biópsia?

Nódulo no fígado surge quando se forma uma pequena bola cheia de líquido, ou até material sólido. É uma lesão no fígado que deve ser...
Nodulo no figado: pode ser perigoso?

Nodulo no figado: pode ser perigoso?

O nódulo no fígado é uma lesão que pode se formar nesse órgão. Na maioria das vezes, é uma lesão benigna, sem...
Como acabar com a diarreia: 6 dicas caseiras

Como acabar com a diarreia: 6 dicas caseiras

Você deve estar se perguntando como acabar com a diarreia rápido. Para interromper a diarreia rapidamente, é importante aumentar a ingestão de...
Hepatite crônica: 5 coisas que você precisa saber

Hepatite crônica: 5 coisas que você precisa saber

Hepatite Crônica é grave? Esta é uma doença que pode causar um choque emocional para muitas pessoas. Ela é uma inflamação persistente...
9 remédios caseiros para aliviar os gases e barriga inchada

9 remédios caseiros para aliviar os gases e barriga inchada

Remédios caseiros para aliviar os gases incluem tomar probióticos, fazer exercícios e usar óleo de hortelã-pimenta. O gás acontece quando os alimentos...
Gases Embaixo da Costela Esquerda

Gases Embaixo da Costela Esquerda

Você já acordou no meio da noite com uma dor tão forte na região da barriga, do lado esquerdo, que te fez...
Hepatite Autoimune: sintomas e tratamentos

Hepatite Autoimune: sintomas e tratamentos

A hepatite autoimune é uma doença progressiva que afeta o fígado, causando inflamação e danos que podem ser tornar irreparáveis. É uma...
Pólipos no intestino: a importância do diagnóstico precoce

Pólipos no intestino: a importância do diagnóstico precoce

Os pólipos no intestino são crescimentos anormais que se desenvolvem na mucosa do intestino. São semelhantes a "verrugas". Embora a maioria dos...
1 2 3

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *