1. O que é o Abscesso no Fígado?

Os abscessos hepáticos (do fígado) são coleções de pus que se formam no fígado.

São geralmente causados por infecções bacterianas e podem variar em tamanho. Pode ser causado também pela Ameba.

Essas infecções podem ocorrer devido à disseminação de bactérias a partir de outra parte do corpo, como o intestino, ou através da corrente sanguínea.

2. O que Pode Causar Abscesso no Fígado?

Existem várias causas possíveis para abscessos hepáticos, sendo as mais comuns:

  • Infecções Bacterianas: Bactérias, como Escherichia coli e Klebsiella, podem se espalhar para o fígado, causando infecções e abscessos.
  • Apêndice Perfurado: Em alguns casos, a inflamação do apêndice pode levar à formação de abscessos no fígado.
  • Trauma: Lesões ou ferimentos na área abdominal também podem aumentar o risco de abscessos hepáticos.

Médico Especialista em Abscesso no Fígado é o HEPATOLOGISTA –> CLIQUE AQUI

3. Quais São os Sintomas?

  • Febre: Um dos sintomas mais comuns é uma temperatura corporal elevada.
  • Dor Abdominal: A dor na parte direita do abdômen é comum, muitas vezes acompanhada por sensibilidade ao toque.
  • Icterícia: Em alguns casos, a pele e os olhos podem ficar amarelados devido ao comprometimento do fígado.
  • Náuseas e Vômitos: Pode haver perda de apetite, náuseas e vômitos.

4. Como Fazer o Diagnóstico?

O diagnóstico dos abscessos hepáticos geralmente envolve uma combinação de exames clínicos e de imagem. Isso pode incluir:
Ultrassonografiatomografia computadorizada e ressonância magnética para visualizar o abscesso e determinar o seu tamanho e localização.

  • Ultrassonografia
  • Tomografia computadorizada
  • Ressonância magnética

5. Quais São os Tratamentos dos Abscessos Hepáticos?

O tratamento depende do tamanho e gravidade do abscesso, mas inclui geralmente:

  • Antibióticos: Administração de antibióticos para tratar a infecção subjacente.
  • Drenagem: Em alguns casos, o abscesso pode ser drenado cirurgicamente ou com a ajuda de técnicas minimamente invasivas.

–> COMO É FEITA A DRENAGEM?

A drenagem do abscesso é um procedimento médico essencial para remover o pus acumulado.

O paciente é anestesiado e preparado, e uma agulha é inserida com orientação por imagem para aspirar o pus. Em casos complexos, um dreno pode ser deixado para drenagem contínua.

A cultura do pus identifica a bactéria causadora da infecção.

Após o procedimento, o paciente é monitorado para observar melhora ou complicações. Recuperação geralmente é positiva quando realizado corretamente, aliviando sintomas e tratando a infecção subjacente.

Quando o abscesso é pequeno, ele pode diminuir e curar apenas usando antibióticos, sem necessidade de drenagem.

6. Principais Bactérias Causadoras

  • Escherichia coli: Essa bactéria comumente encontrada no intestino é uma das causas mais frequentes de abscesso no figado. Pode atingir o fígado através da disseminação a partir do trato gastrointestinal.
  • Klebsiella pneumoniae: Outra bactéria intestinal, a Klebsiella pneumoniae, também pode causar abscessos hepáticos, especialmente em pessoas com sistema imunológico enfraquecido.
  • Staphylococcus aureus: Embora menos comum, o Staphylococcus aureus pode ser responsável por abscessos hepáticos, muitas vezes resultantes de disseminação sanguínea a partir de infecções em outras partes do corpo.
  • Entamoeba histolytica: Embora seja um parasita unicelular e não uma bactéria, é importante mencionar o abscesso amebiano, que é causado por Entamoeba histolytica e pode afetar o fígado, causando sintomas semelhantes aos de um abscesso hepático bacteriano.

7. Tem Risco de Virar Câncer?

Os abscessos hepáticos não estão diretamente relacionados ao câncer de fígado. Mas nem por isso o tratamento deve ser adiado.

8. Quais São as Possíveis Complicações?

As complicações dos abscessos no fígado podem incluir:

  • Ruptura: Um abscesso hepático pode romper, levando a infecções graves e generalizadas.
  • Formação de Cicatrizes: A cicatrização pode ocorrer no fígado após o tratamento do abscesso.
  • Recorrência: Em alguns casos, os abscessos podem voltar após o tratamento inicial.

Fonte: https://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1130-01082014000500011

ÚLTIMOS POSTS

Consultar com um Gastroenterologista – Fortaleza

Consultar com um Gastroenterologista – Fortaleza

O Gastroenterologista é o Médico especialista em Intestino e Estômago. Ele trata também o esôfago, fígado, pâncreas e intolerâncias alimentares. Agendar Consulta...
Hepatologista: o que faz esse médico?

Hepatologista: o que faz esse médico?

Médico Do Fígado é conhecido como Hepatologista AGENDAR CONSULTA AGORA Agendar Consulta com Médico do Fígado em Fortaleza Dr Diego Baima -...
Síndrome do Intestino Irritável: causas, diagnóstico e tratamento

Síndrome do Intestino Irritável: causas, diagnóstico e tratamento

Sindrome do intestino irritável é um problema que causa dor abdominal e alteração do funcionamento intestinal. Afeta homens e mulheres, em todas...
1 2 3

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *